Bule Voador

Nossa Senhora Aparecida não é Negra. É Branca.

colherHá uns tempos eu estava na Amazon e me deparei com um ebook interessante e esse ebook é a fonte que eu uso para fazer a afirmação contida no título. É claro que o ebook tem, dentro dele, as suas fontes.

Escrito por um historiador, de nome Waldon Volpiceli, o livro se propõe a mostrar como os ateus analisam diversas aparições de Maria ao longo da história, em todas as partes do mundo. Mas me aterei a apenas uma das várias aparições de Maria. Antes que alguém pergunte: “mas não seria Nossa Senhora?” Na verdade todas as Nossa Senhoras são Marias. São nomes dados às diferentes aparições da santa. Mas, voltando ao assunto, a aparição que me chamou mais a atenção no livro foi a de Nossa Senhora Aparecida, que, diga-se, não é bem uma aparição, já que a sua imagem e não a própria Maria apareceu. Mas uma afirmação do livro me chamou a atenção. Nossa Senhora Aparecida é branca, não negra. A afirmação está no ebook “Virgem Maria – Entre Ateus e Cristãos” http://www.amazon.com.br/dp/B019CWLAZK/. Para quem cresceu admirando a imagem negra de Nossa Senhora pode ser um choque.

Segundo o ebook quem descobriu o fato foi um professor da USP, Lourival Santos. Segundo o professor quando a imagem de Nossa Senhora Aparecida foi tirada pelos pescadores em 1717 do rio Paraíba, no interior de São Paulo, ela estava um pouco amarronzada devido ao tempo que ficou embaixo d’água. O professor aceita a história da imagem achada pelos pescadores no rio Paraíba, no interior de São Paulo. A imagem, depois de achada, foi mantida em uma capelinha perto de um forno de carvão vegetal. Com o tempo a fuligem e a fumaça desse forno, bem como das velas deixadas pelos fiéis, se impregnaram na imagem tornando-a negra. A imagem ficou, por assim dizer, encardida com a fuligem que recebeu e que se impregnou na imagem. A maior prova da brancura de Nossa Senhora Aparecida ocorreu em 1978, segundo o ebook, quando um radical evangélico invadiu a Basílica de Nossa Senhora Aparecida e destruiu a imagem. Ao ser restaurada parte da fuligem saiu da imagem revelando sua brancura. A Igreja não pensou duas vezes: pintou – pasmem – a imagem com trinta preta para esconder tudo.

É isso aí. Quando você for visitar a Basílica de Nossa Senhora Aparecida vai venerar uma imagem pintada de preto. Resumindo, não houve milagre nenhum. Apenas um processo natural de enegrecimento. Para quem quiser saber mais sobre esse e outros fatos ligados à Virgem Maria, recomendo o ebook.

Autoria: Rosineide Manzi

Cicero Escobar
Editor-Chefe do Bule Voador.